sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O ORGULHO de educar pelo exemplo

Orgulho é um sentimento bom. Estou falando de algo positivo, satisfação de si próprio, é um "sentir que valeu a pena",  a coroação de um esforço.
Vitor e Vinícius com 8 e 13 anosa

Fiquei pensando sobre o que escrever sobre o assunto. Aliás todos os sentimentos foram tão difíceis de escrever pois mexem, de alguma forma, muito conosco, com quem somos, com nossas fragilidades. Então lembrei de um fato que me aconteceu anos atrás e acho que ilustra bem ORGULHO. Claro que vou falar em orgulho de mãe.

Quando o Vitor tinha 8 anos  e o Vinícius 12, estudavam na mesma escola e estavam respectivamente na 3ª e 7ª séries do Ensino Fundamental. Nessa época eu estava muito envolvida com um trabalho,  pela aprovação da Lei 9840 no Congresso Nacional. Participava do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e precisávamos colher 1 milhão de assinaturas para que a primeira lei de iniciativa popular fosse aprovada e conseguimos. A  lei 9840 tornou crime a compra de votos. Então lá em casa esse assunto era tema do café da manhã, do almoço e do jantar. Porém nunca percebi que os meninos estavam entendendo o que tudo aquilo significava para mim, para a minha geração, para eles, para o nosso Estado do Espírito Santo e para o Brasil.

Certo dia, o Vitor chega em casa e me conta que não poderia votar na chapa do irmão dele para o Grêmio Estudantil. Mas por que? perguntei. Então ele me explicou que o grupo que formava a chapa do Vinícius havia entrado na sua sala e pedido votos, mas no final do discurso deixou um pacote de balas para cada criança. Vitor então achou melhor jogar as balas fora (achei isso impressionante) mas um coleguinha pediu e ele deu o pacote e disse que não votaria naquela chapa. Mãe, isso é corrupção, né? respondi: é sim meu filho, apesar de ser a eleição do Grêmio Estudantil, é sim. Tem como não morrer de orgulho?


Imagem daqui
Fiquei preocupada achando que o Vinícius estava envolvido naquilo. Pensei: meu Deus tanto trabalho pra fazer as pessoas entenderem que vender o voto é vender a cidadania, a esperança e não me preocupei com meus filhos. Se eles aceitam vender ou comprar o voto agora, o que será que farão quando forem eleitores? Quando oVinícius chegou em casa, relatei a história que o Vitor havia me contado. Ele foi logo me explicando que não estava mais participando da chapa. Perguntei o porque e ele me disse que quando os colegas chegaram com a proposta de entregar balas pedido votos ele foi contra. Mãe eu falei, isso é compra de votos, é errado e até é crime. Não me deram ouvidos, falaram que eu era bobo e que eleição de Grêmio não é igual eleição mesmo e que então não tinha problema em trocar balas por votos. Como não concordei de jeito nenhum e eles não voltaram atrás, saí da chapa. Por isso nem fui nas salas visitar as turmas . Vitor viu os meus colegas mas eu não estava junto. Tô fora mãe!

Gente se o meu trabalho não convencesse mais nenhum eleitor a não vender o voto, eu já estaria feliz com o resultado. Sem nunca ter conversado sobre o assunto, apenas por que testemunharam a minha luta, sentiram a minha falta em casa tantas vezes, quando fui dar palestras, recolher assinaturas, sensibilizar as pessoas, entenderam a essência do trabalho. Fiquei muito orgulhosa dos meus pimpolhos aquele dia. Por isso que hoje, apesar dos pesares, de todos os problemas, sei que o que é importante para formar um homem de bem, está gurdadinho no coração deles.

Essa foi minha participação na Blogagem Coletiva Sentimentos proposta pela Glorinha do Café com Bolo.

24 comentários:

Tati Pastorello disse...

Gi, parabéns! Por tudo: pelo engajamento, pelo bom exemplo, pelos filhos de valor, pela história que nos conta! Nossa! Fiquei tão feliz em ler.
Aqui já percebemos que, muitas vezes, é na hora que não estamos "ensinando" que mais educamos. É assistindo, observando nossos gestos que ele se cria. Ouve conversas, tira conclusões... Isso é lindo, e também amplia nossas responsabilidades. Tenho refreado certas falas, que sei que não fariam bem a ninguém, pelo Bê. O que significa, pelo minha comunidade.
Maravilhoso, Gi!
Um beijo.

Chica disse...

Que coisa linda e boa tudo isso! Valeu mesmo muito a pena! Lindo!beiojos,tudo de bom,chica

Lúcia Soares disse...

Giovana, você é uma pessoa iluminada.
Tenho orgulho em tê-la como amiga.


(Seus filhos lêem seus textos? Mostra pra eles...Eles também sentirão um orgulho enorme da mãe que têm.
Dá um beijão neles!)
Beijo!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Quem tem bons filhos é porque foi um bom pai, uma boa mãe.
Seus filhos cresceram com valores, vc soube transmitir isso a eles. Esse é o grande diferencial, que hj faz muita falta: a correta transmissão de valores, a importância disso.

Se muitos pais tivessem a sua postura, hoje não veríamos essa eleição vendida por bolsa-esmola: governe quem for, faça o que quiser desde que não falte meu saquinho de balas.

Excelente. Te dou os parabéns como exemplo de mãe.
bjs e bom dia

Gina disse...

Giova, como valeu o exemplo!
Outro dia uma família estava na praça em frente de casa. Antes de entrarem no carro, a avó vira para as netas e diz para se esconderem na traseira do carro,junto com as bicicletas, porque não tinham as cadeirinhas exigidas por lei...
Comentei com meu marido que o exemplo está passando uma mensagem distorcida para as crianças.
Sua luta não foi em vão! Você engajou-se por uma causa que até hoje nos deixa decepcionados com a classe política. Mas foi além das reclamações e o resultado ficou visível nos filhos.
É para eles terem orgulho de uma mãe assim e você deles, naturalmente!
Ótima participação, amiga!

Glorinha L de Lion disse...

Giovanna, minha querida amiga, outra de quem tenho imenso orgulho de ter no meu rol de "amigas do coração"!Que exemplo de cidadania, de honestidade passou para seus filhos. E é pra ter muito orgulho mesmo, pois num páis onde honestidade é excessão, ter dado esse exmplo em atos e seus filhos terem incorporado a personalidade deles, isso já pode ser considerado um grande triunfo, uma vitória pessoal e familiar num país de corruptos, onde o famoso jeitinho nada mais é do q corrupção. Amei seu texto dando como exemplo a pessoa íntegra e de caráter que é. Uma mulher de quem me orgulho em chamar de amiga! bjs.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Gi
Aí no ES morando, por 10 anos quase, pude, juntamente com a Igreja, defender a mesma questão que vc nos colocou muitíssimo bem. Tenho saudade de participar desses movimentos que por aqui, onde resido atualmente, não tem...
O "orgulho" de ser mãe de fihos maravilhosos é tão salutar quanto os demais sentimentos positivos.
E que mãe não o tem?
Perfeito!
Um grande abraço fraterno de paz

Astrid Annabelle disse...

Pode sentir orgulho Giovanna!
Muito bonito seu depoimento e sua postura diante da vida!
Temos os filhos que merecemos!!!!
Sua participação é sempre muito marcante.
Um doce beijo. Sua imagem nova de perfil está muito bonita,viu?
Astrid Annabelle

Isadora disse...

Gi, isso é motivo de muito orgulho. Orgulho cujo tamanho é GGGG.
Uma lição linda que passou para seus filhos, através de uma luta sua. Como não ter orgulho de encaminhar bem os filhos e ver que eles, compreenderam e que no futuro (agora, para eles já é) serão cidadãos mais consciente.
Linda lição!
Um beijo

Deia disse...

Oi Giovana! Educar por gestos e não palavras. E, no tempo certo, perceber que a semente caiu em terreno fértil e germinou. Quer motivo maior para sentir orgulho? Orgulho dos filhos mas também orgulho de você! Pelo o que você representa, o que vivenciou. Parabéns triplo! Um beijo, Deia.
PS: muito obrigada pelo carinho demonstrado. Muito bom ver que as pessoas se interessam e se preocupam por nós e nossas fraquezas...

Manuela Freitas disse...

Querida Gi,
Vc é uma óptima pessoa, porque é uma pessoa empenhada e logo uma pessoa de qualidade.
Este post é um exemplo, de facto devemos nos sentir orgulhosas pela educação que damos, através dos bons exemplos que transmitimos.
Esta blogagem dos sentimentos/emoções de facto dá que pensar, questionamo-nos muito, pensa-se em tanta coisa!
Beijinhos para ti, no teu belo coração.
Manú

Liza Souza disse...

Gi, que lindo os seus filhos e que atitude linda a deles. É motivo pra se ter um orgulho danado mesmo.
Beijos

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Giovanna,

Sou iniciante neste mundo de blogs e também estou participando desta blogagem coletiva.
Fiquei emocionada com sua postagem e você deve ter muito orgulho de seus filhos. Seu exemplo serviu para eles e é isso que importa.

Um grande beijo,

Nilce disse...

Oi, Gi

Parabéns!
Isso é que é exemplo! É muito orgulho mesmo e com toda razão.
O exemplo é a melhor maneira de se transmitir cidadania, formar cidadãos corretos e de respeito por si mesmo e pelo próximo.
Eu encho o peito para dizer que tenho muito orgulho de você e de ter você como amiga.
Linda sua história de lutas e de conquistas para todos.
E essa dos teus filhos, então...

Teamodoro!

Bjs no coração!

Nilce

Macá disse...

Gi
Que lindo exemplo de orgulho. O seu pelos seus filhos, de seus filhos pela mãe que possuem e por você mesma, pois conseguiu através de atos trasmitir um bom exemplo para eles ainda crianças.
E orgulho nosso também, por podermos conhecer a pessoa bacana que você é.
Um beijo

Socorro Melo disse...

Oi, Giovanna!

Como não nos orgulharmos de um feito desses? Você está de parabéns, primeiro por ter participado desse trabalho tão sério e importante , depois pelo belo exemplo que deixou pra seus filhos.
Esse fato vem nos reforçar que a gente planta o que colhe, não é mesmo? Muito bom.

Bjinhosssssssss
Socorro Melo

Marliborges disse...

Oi Gi,
Que orgulho, menina! Esse arrasou! Parabéns querida, cada vez me convenço mais que educamos mesmo é pelo exemplo de vida, pelos nossos atos. Taí a prova. Bjssssssss

Misturação - Ana Karla disse...

Realmente Gi, motivos de sobra pra se orgulhar.
Esqueci de citar ontem que seu blog está liiiindo!

Xeros

Nika disse...

E não é que educamos mais pelo exemplo do que pelas lições, parábens vc tem mesmo que se orgulhar, vc é uma grande mãe Gi com certeza e isso refletiu nos pimpolhos.
Parábens..
Bjs

Beth/Lilás disse...

Gi, queridona!
Concordo com o que disse Alexandre, pois bons pais tem bons filhos, são o reflexo da gente.
Parabéns, seus guris são nota dez!
É o que sempre digo aqui em casa: às vezes a gente pensa que eles não estão captando nossos ensinamentos, mas aí, lá fora, no mundo, eles mostram tudo aquilo que aprenderam nos seus atos e isso é mesmo motivo de grande orgulho para nós pais.
a-mei!
beijinhos cariocas

armalu disse...

Uma atitude digna numa pessoa digna e hoje são tão poucas, que até ficamos admirados. Mas fez o que e certo, e quem sabe livrou de bronca a senhora pois o filho iria aborrece-la. Parabens amiga querida,bj

Cris França disse...

Maravilhosa participação minha amiga, emocionei-me muito, que lindo ele! Fruto com certeza das coisas que plantas. Parabéns

Amica Philosophiae disse...

Que lindo! Também acredito que os exemplos educam mais que palavras, nisso procuro baear a educação dos meus filhos.
Orgulhe-se muito porque vc parece ser uma grande mulher que colocou grandes homens no mundo! Parabens!
Um abraço

Lulú disse...

Uma família de valor e que têm valores, que têm respeito pelas outras pessoas, só pode dá frutos como seus filhos.
Parabéns e tenha mesmo muito orgulho deles.
Beijo.
Maria Luiza (Lulú)