segunda-feira, 26 de julho de 2010

Blogagem Coletiva - Intimidade

Queridos e Queridas, ontem foi o dia da Blogagem Coletiva Espiritual e não consegui participar da 11ª postagem. Acontece que meu computador parou de novo. Sim, ele é novo, só tem um aninho. Mas omprei pela net, numa grande rede americana de supermercados, porque estava com um preço bom, era de 4 gb, HD de 500, porque o monitor era de 22 ". Como veio com aquele sistema operacional que ninguém usa troquei por aqule do Bill Gates e aí me ferrei. Agora não posso trocar, reclamar, pois perdi o direito da garantia. Pode??? O troço só vive dando problemas. Dorme bem e acorda mal, sem querer trabalhar. Por isso ontem nada de computador para a minha postagem e para as visitinhas.

Mas vamos ao que interessa. Hoje a proposta da Crica Viegas, do Um Pouco de Tudo  é Intimidade com a Natureza. A

Eu e Vitor na Feira do verde em Vitória. Dia de reflexão e de descobertas. Quanta coisa é possível fazer para proteger a terra, cuidar da vida do planeta, ficar próximo da natureza.


Palavras verdes


Eu “bem-te-vi” que “sofreu” “canarinho”
com a dor do “beija-flor” sem jardim;
“catatau” já não canta, nem encanta
e o “uirapuru” num silêncio sem fim.

A vida grita p’ra “SobreViver”!
Ninguém acorda p’ra morte da vida!
Nós “vivemos” e a natureza morre,
nós dormimos e a natureza grita.


Bendito o Verbo que criou as palavras
e as cores mais belas da natureza;
bendito o Verbo que criou as cascatas,
os campos, as flores e as borboletas.

Deus criara a natureza primeiro,
sabia que precisávamos dela.
Pediu: “Não toquem na árvore do meio”,
tocamos em toda árvore da Terra.

Destruímos a nós mesmos em tudo,
queimamos o fruto e passamos fome.
Temos semeado cinzas no mundo,
reflorestemos os passos do homem.

Preservemos, nós o planeta azul
com atitudes e palavras verdes.
Não lutemos sós, somos todos um
e estamos deitados na mesma rede.

 Plantemos palavras verdes
e preservemos a vida;
e não façamos da Terra
“terra sem forma e vazia”.

Wiara Cristina Soares
Timóteo - MG
(retirada do Jornal Mundo Jovem)

Aos queridos e queridas que passam por aqui deixo o meu abraço carinhoso.

8 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que coisa chata. Seu pc é novo, não deveria dar defeito assim... E é uma boa configuração, não é um pc "porcaria" da vida.

Não sabia que trocar o linux pelo Windows invalidava a garantia! Poxa, mas vc não abriu nada, não desmontou nada. Apenas colocou um sistema novo. E se reinstalar o linux, será que pode então mandar arrumar na garantia?

(eu uso os dois sistemas, gosto mais do linux, pq nunca dá pau e não pega virus, essas coisas rs. é bem mais seguro e tudo de graça).

Que linda essa feira do Verde! Gostoso estar perto das plantas, da beleza, da natureza. E o texto acompanha esse sentimento.

Boa semana!

pensandoemfamilia disse...

Ola
Terminamos esta blogagem cheias de inspiração poética, pois a natureza tem uma beleza que nos encantya. Interessante a feira e belo alerta em forma de poesia.
bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Oi Gi, computadores são maravilhosos, mas sempre temos problemas com eles.
Até mesmo os melhores.

E que feira, hein!
Sempre tem?

Xeros e boa semana.

Isadora disse...

Ai Gi nem fala esses computadores... Dá uma raiva. Pagamos caro e nada dura, ou vive dando problema! Espero que você consiga resolver.
Nada como o contato com a natureza, faz um bem, nos faz pensarmos em muitas coisas e ajuda a dar uma boa recarregda nas baterias.
Um grande beijo

Manuela Freitas disse...

Olá Gi,
Primeiro esta coisa dos computadores e da dependência que passamos a ter deles, é uma «porra» (asneira suave)!...
Quanto ao teu post está uma maravilha, o fundamental seria termos mais respeito e amor pela natureza.
Beijinhos querida amiga,
Manú

Cris França disse...

Gi

a gente so faz o que tem que fazer
e como tem que fazer
no tempo que tem que ser

ficou otima sua participação, de emocionar.


bjs

Crica Viegas disse...

O computador se tornou tão essencial como a tv, é terrível quando ficamos desconectados...fazer o que...
mas adorei teu texto e adorei nossa participação coletiva nessa blogagem!

Tati Pastorello disse...

OI Gi, adorei o poeminha do verde.
Que chato seu computador, hein? Fiquei imaginando a frustração... A armadilha do preço baixo de um computador está aí, no que vem instalado nele... Acabamos presos...
Boa sorte no conserto. Beijos.