segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Sheila na série: Eu já fui um bebê

Hoje, dia de São Francisco de Assis, estou aqui na correria porque como trabalho em um prédio histórico que foi, no passado, um convento dedicado ao Santo, daqui a pouco teremos a benção dos animais, já que ele é o protetor da natureza e dos bichinhos.

Mas continuando a série, carinhosamente abraçada por meus amigos, mesmo aqueles que não têm fotos de quando eram bebês (né Jacinta ?), apresento hoje uma pessoa querida por muitos aqui.

A Sheila, do Cantinho She, uma pessoa marcante que não passa despercebida em lugar nenhum. Intensa, cheia de vida, de vontade de viver, corajosa, guerreira. Daquele tipo de mulher que segue na frente, animando a tropa, se expondo, se entregando totalmente. Assim a Sheila enfrenta a vida, as tristezas, os dissabores, as adversidades. Lutando sempre, pela vida, por suas convicções, por seus amigos, pelo que acredita, por seus sonhos.

Então a Sheila
 ERA ASSIM

E HOJE É ASSIM



Essa jornalista que escreve a sua história com tanta garra, agora segue também escrevendo outras histórias. Assim nasceu Cabra Cega, o livro publicado pela Sheila recentemente. Seu filho querido, que foi gestado com tanto cuidado, com carinho e conta a história de Clara e Gustavo que se conhecem, em um Clube de Curitiba, quando ela estava pensando em viajar, antes de começar a fazer faculdade, e então se apaixonam e casam, assim, a vida de Clara muda rapidamente. E literalmente a mudança é radical, pois Gustavo se revela um homem agressivo, ciumento, possessivo, violento, ardiloso e perspicaz, com isso transformando a vida dela numa constante surpresa e esconde-esconde. Não somente de comportamentos como também de cidades. Com o intuito de não criar laços com ninguém e, principalmente, de não deixar que a família de Clara saiba onde ela está, você vai acompanhar Cabra Cega sem ter a certeza de até quando aquela cidade fará parte dos planos de Gustavo. Em Cabra Cega acompanhamos os escondidos. Fonte aqui


Sheila, você está guardada em um Cantinho do meu coração. Obrigada amiga querida por me confiar suas fotos e me deixar postá-las aqui na minha brincadeira.

E você quer participar da minha série: Eu já fui um bebê? Mande suas fotos para valfre@oi.com.br

18 comentários:

Marliborges disse...

Oi Gi,
Muito bacana o que tu escrevestes sobre a Sheila. Que série legal essa tua hein!!! Bjsssssss

LILIANE disse...

Giovanna
Você tem um dom incrivel de encontrar palavras doces para descrever seus amigos.
Parabéns pra você
Parabéns para a Sheila que quando bebê era tão fofinha e se transformou nessa mulher inteligente e bonita também.
beijo pras duas.

Isadora disse...

Minha amiga, e a brincadeira está rendendo e está muito gostosa.
A She também é uma querida que pude abraçar pessoalmente!
Um grande beijo

Cantinho She disse...

Hahaha muito legal! Que neném fofinha! Quem é?! (rsrs)

Gi, muito obrigada pelas palavras tão carinhosas e por falar em meu livro, você usou palavras lindas, adorei!

Você também mora num Cantinho especial em meu coração! ;)

Vou avisar em meu blog que estou por aqui hoje e aproveitar divulgar o seu blog para os meus amigos, tá?!

Beijo, beijo!
She

Glorinha L de Lion disse...

Ai como a She era fofa! E ainda é! Ela é uma querida mesmo! Tb já tive o privilégio de conhecê-la e abraçar essa fofura pessoalmente. Parabéns às duas. grande beijo.

Misturação - Ana Karla disse...

Olha Sheeeee!
Mas como é interessante a gente ver os bebezinhos e "poucos" anos depois ver outras pessoas, né? rs

Uma maravilha Gi!

Xeros

Maria Célia disse...

Ei Gi
A Sheila de bebê é fofa demais. E agora continua bonita e simpática, mesmo só a conhecendo através do blog dela; inclusive já comprei o livro, estou esperando chegar.
Muito legal!
Bjos

JOANA CAMPOS disse...

Sheiloca era um bebe fofo heim?

queridona!

Ja to me descabelando pra encontrar foto minha de quando bebe, mas acho que vou ficar de fora....buáaa


Bjs

Joana Campos

JOANA CAMPOS disse...

Sheiloca era um bebe fofo heim?

queridona!

Ja to me descabelando pra encontrar foto minha de quando bebe, mas acho que vou ficar de fora....buáaa


Bjs

Joana Campos

pensandoemfamilia disse...

Vc sempre carinhosa nos apresentando as pessoas nos deixando sentir mais próximas. Muito interessante ver estas imagens. ´
bjs

Macá disse...

Giovanna
A Sheila era e continua sendo muito bonita. Eu a conheci através do blog dela, agora um pouquinho mais com você e também vou ler o livro dela.
Essa sua brincadeira está cada dia mais gostosa.
um beijo

Beth/Lilás disse...

Ah, muito fofinha essa moça!
Eu a conheci pessoalmente e posso atestar que é bonita ainda, muito mesmo.
beijos grandes

orvalho do ceu disse...

Olá, amiga
Muito legal ter falado do livro que tem um sugestivo título e ilustração. Dá vontade de ler por esse motivo... Fico curiosa...
Imagino daqui quem será amanhã... é legal essa série demais.
Abraços fraternos e agradeço vc ter aceito meu convite, não esperava menos de vc, querida.

Nilce disse...

Ai que fofa a She.
Cheia de charme mas já demonstrando que seria essa mulher forte, linda e autêntica que é.
Parabéns à She e a você Gi pela série.

Obrigada pelo carinho.

Bjs no coração!

Nilce

Lidia Ferreira disse...

Bebe lindo e mulher mais linda ainda
bjs

Paulo disse...

Giovanna,
Na primeira vez que venho ao seu blog, me deparo com um post lindo desses!!! Minha nossa!!!
Sheila é uma pessoa incrível, mesmo! O pouco que a conheço, e não a conheço pessoalmente, é tudo isso que você escreveu, e deve ser muito mais... Ela é uma mulher linda, amiga, cativante, entusiasmada com a vida, entre outras coisas...
Pois é, encontrei uma coisa em comum entre nós: " a grande admiração pela nossa amiga Sheilinha"...
Não preciso falar muito em Sheila, pois você disse tudo.
E que bebê lindo, né??? Só podia tornar-se uma mulher assim, mais linda ainda...rsrs.
Parabéns pelo post e pela homenagem. A She merece!!!
Um beijo grande.

Cantinho She disse...

Oie Querida Gi!

Vim ver os comentários... hehe e te peço licença para agradecer o carinho de todos por aqui comigo!

Beijo, beijo em cada um e pra vc!

She

Tati Pastorello disse...

Demorei mais cheguei! Acho que resolvi o problema com o blog. Vim visitar estes bebês fofinhos. Tinha perdido a She e a Cê, duas amigas muito especiais.
Que bebê fofa foi essa nossa amiga She, não? Engrosso o coro das que já abraçaram pessoalmente! Agora falta você, Gi!
Beijos.