segunda-feira, 22 de março de 2010

Silêncio

(imagem daqui)

Silêncio,
Da pergunta sem resposta,
Do falar e do cantar,
Calar


Silêncio,
Do abraço e do riso
Na sala e na varanda,
Ciranda


Silencio,
Do sentir e do viver
Do cantar e do fazer,
Sofrer


Silêncio,
Do beijo e da alegria,
Do acalanto e do descanso,
Desencanto


Silêncio,
Da oração e da partilha
Da tolerância e paciência,
Ausência


Silêncio,
Das coisas do coração,
Da certeza e da razão,
Ação


Silêncio
Do agir e reagir,
Do cansaço e desespero,
Atropelo


Silêncio,
Da ternura e da candura,
Do amanhecer e da bonança,
Esperança


Silêncio,
Hora de esperar e preparar,
De viver e de sonhar,
Amar


Silêncio,
Rezar e aceitar,
Definir e admitir,
Ouvir


(Porque muito me incomoda esse seu silêncio ensurdecedor)

Aos queridos e queridas que passam por aqui deixo o meu abraço carinhoso.


14 comentários:

Mara D'Almeida disse...

Olá amiga Giovanna!
É, o silêncio é bom, mas em excesso incomoda, o silêncio é bom para quem quer ouvir, refletir, sentir o coração bater... Mas também é bom falar, conversar, dialogar... Linda a mensagem! Um abraço, Mara

Adriana Coelho disse...

Oieee!!!

Está rolando um sorteio no blog Makeup e vim te convidar para você participar e falar que fui eu quem te indicou, ok!
Conto com você.

=D

Beijos

http://makebylisa.blogspot.com/2010/03/super-sorteio.html

Açuti disse...

Oiii Gi,

obrigada pelo carinho!!!

Não é fácil o silêncio né...mas força e muita fé em Deus, ele vai passar...

Bjkss no coração

Silvana - Interior Adentro disse...

OI Gii!

A cantora Maysa já dizia que o silêncio e a solidão são a morte em vida... Por isso ela cantava tanto, necessita da ausência do silencio para se sentir mesmo viva.

Queridinha, eu li a sua opinião sobre os royalties, me desculpe a gafe de esquecer de comentar consigo.

Bom, acho que algo maior qe mudança de regras no meio do caminho é a necessidade de se fiscalizar essa grana toda! O Alasca, por ex, recebe vultosos royalties por conta do petróleo, mas é um estrado praticamente auto-sustentável: tem escolas, ausência de violência, saúde para todos, consegui "importar" tudo que não produz, de comida a material de construção.

Os estados/cidades brasileiros que recebem royalties vivem com o chapéu na mão pedindo mais pra saúde e outras coiss. Costumam ser estados muito violentos, vide Rio e Vitória.

Eu acho que deveriam redefinir a distribuição desses royalties que não deveriam se restringir apenas a repação do impacto ambiental, mas sim em melhoria do IDH. E deveria haver meios de se fiscalizar isso com o máximo de rigo possível e os estados que não cumprirem essas metas deveriam ser penalizados de alguma forma, com um interventor federal por ex.

São medidas pelas quais os habitantes locais deveriam lutar - e não apenas como faz o Rio, que só pensa na grana e não onde ela será aplicada.

Vc falou que ES é violento eu eu tenho de concordar. Qdo meu irmão era superintendente do Unibanco, em SP, não conseguia designar advogados paulistas para trabalhar aí, pois a maioria eram ameaçados ou efetivamente assassinados, sem que nada fosse feito além de um inquerito fajuto.

Virou mesmo um estado de pistoleiros por um bom tempo, mas acho que estão colando esse bondfe nos trilhos, afinal a população não merece essa desgraça...

Qto a vc fazer parte de lutadora pelos direitos humanos, não me surpreendeu, vc como locutora de rádio deveria te mesmo esse perfil de batalhadora... Parabéns!

Mas vc faz bem em se dedicar ao que lhe apraz. Nem sempre temos vontade de tratar de temas espinhosos, afinal a vida da gente já é assim.

No teu lugar, com filhos, marido e casa, tb teria a mesma atitude. Como sou solteira e com tempo para devaneios, me aventuro nessa selva...hehehe

Beijooo

Déia disse...

Muuuuitas vezes o silêncio grita mais nos nossos ouvidos do que qualquer histeria!

e como é duro suportar o grito do silencio alheio.

bj

Lidia Ferreira disse...

Minha querida , vim para lhe contar uma novidade . Estou com um novo Blog que me foi cedido, e eu elaborei uma espécie de indicação das melhores postagens . Para que isso seja feito, estou pedindo sua autorização da publicação de um de seus posts , com devidos créditos. , Ficou muito feliz, se aceitar. Caso a resposta seja sim estarei visitando seu blog.quando for postada te avisarei , no final de cada mês haverá uma enquête no qual você também será avisada para que convite seus amigos a voltar
Voce também pode estar indicando uma postagem sua qua mais gosta ou de uma amiga(o)
Aguardo resposta...
O blog é esse http://simplythebest01.blogspot.com/...
Se interessar, por gentileza, responda-me através desse email: lidia_bferreira@terra.com.br
bjs

Maria Lúcia - Asas da Imaginação disse...

Oi Giovanna! Lindo poema e parecem palavras saindo de um coração materno... os filhos voam dos ninhos quentinhos da mamãe para alçar os próprios vôos, conhecer a amplidão e construir seus próprios ninhos... depois voltam ao ninho de origem para pousos ora rápidos, ora mais demorados, mas são livres
Beijos, amiga!

Glorinha L de Lion disse...

Giovanna, querida, sei o quanto esse silencio te dói, e nem tenho como te consolar...pois sei que nada consola um coração de mãe machucado, mas ao mesmo tempo, vc sabe melhor que ninguém como esse mesmo coração se restaura e se cura a um simples sorriso...espere, um dia, tenho certeza, esse silencio será transformado.
Beijos querida.

cantinho she disse...

Oi queridaaaaa, menina, ô coisinha barulhenta é o silêncio, né? Tudo que determinados silêncios não são, definitivamente, é silenciosos...afffff não suporto!
Bjo, bjo! ;)

cantinho she disse...

Ahhhh que bom que vc gosta da forma que escrevo, obrigada! ;)
Bjks e fique bem!

Adriana Coelho disse...

Oieee!!!
Passa lá no meu blog que tem um selinho p ti!!!

=D

Beijoos

Cibele disse...

Oi Gi, que saudades estava daqui, o poema é lindo viu?

beijokas

Mara D'Almeida disse...

Bom dia Giovanna!
Vamos marcar sim, eu te ensino o ponto oitinho é muito fácil, parece um pouco com vagonite, mas é muito fácil, aprendi olhando um bordado de uma paraíba e tentei fazer e deu certo, na realidade eu nunca tinha visto antes e nem sabia o nome do bordado, depois encontrei umas revistas na banca e procurei também na internet.
Abraços, Mara

Elaine Barnes disse...

ADOREI LER OS VERSOS,ME FIZERAM BEM, GOSTO DO SILÊNCIO PORQUE ME TRAZ TUDO ISSO,REFLEXÃO E TEMPO PRA SENTIR. MONTÃO DE BJS E ABRAÇOS