quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

20 Anos do Martírio de Gabriel



Padre Gabriel Félix Roger Maire, missionário e profeta francês, entrou para a história no mundo no dia 01/08/1936 e entrou para a galeria dos mártires no dia 23/12/1989, entre o município de Cariacica e Vila Velha-ES. Na Arquidiocese de Vitória trabalhou por nove anos, sempre gastando sua vida a favor dos pobres deste Estado. Junto com os Grupos de Mulheres, a Pastoral Operária, o Grupo "Fé e Política", a Juventude Operária Católica, a Pastoral da Juventude, e muitas outras pastorais e lutas populares, como o movimento "PAZ E DEMOCRACIA EM CARIACICA, respeitem o voto do povo", Gabriel sempre esteve presente. Sua vida, seu serviço, seu sacerdócio, seu trabalho com as Comunidades Eclesiais de Base, e seu sangue, testemunha o seu amor a Deus na pessoa dos mais pobres. Eis uma de suas frases que marca este testemunho:

"PREFIRO MORRER PELA VIDA DO QUE VIVER PELA MORTE!”

Gabriel era meu amigo. Esteve presente na celebração do meu casamento e em vários momentos de minha vida. Trabalhávamos pela mesma causa e tínhamos os mesmos sonhos. Mataram Gaby, como era carinhosamente chamado, em 23/12/89. Tiveram a desfaçatez de sugerir que foi um latrocínio (assalto seguido de morte). Porém seu relógio francês ficou no  pulso. Sempre soubemos (seu povo e amigos) que foi crime de mando. Estava grávida do meu primeiro filho, o Vinícius,  e no dia 20/12/89 Gabriel chegou na minha sala de trabalho com um cartão de natal com a seguinte mensagem: "Obrigada Giovanna, a voce e aos que trabalham com você, por me acolher. Desculpe minhas faltas de paciência . Natal seja feliz para você, e o ano novo também. Torne-se uma mãe feliz e contribua para tornar os outros mais felizes. Abraço Gaby".

Saudades de você Gabriel. Continuamos exigindo justiça!

Aos queridos e queridas que passam por aqui deixo o meu abraço carinhoso!


Um comentário:

Maria Lúcia disse...

Puxa, que triste este fato, Giovanna!
Cumpra fielmente o que o seu amigo lhe pediu, no cartão, 3 dias antes de morrer!
Beijos.