segunda-feira, 11 de julho de 2011

Casa Arrumada é Aquela Onde Mora Gente Feliz


Carlos Drummond de Andrade, consegue dizer tanto e traduzir tudo o que vai no coração de gente sensível que vive arrumando, mais que uma casa, um lar. Leio e releio, nesse tempo em qua ando as voltas com a reforma da cozinha e com essa ideia de colocar nela utensílios (xícaras, potes, enfeites)  vermelhos.




Casa Arrumada


Casa arrumada é assim: Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz. Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela. Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: Aqui tem vida...
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar. Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa. E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança. Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto...
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. A que está sempre pronta pros amigos, filhos... Netos, pros vizinhos...
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia. Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias...
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...
E reconhecer nela o seu lugar.

Carlos Drummond de Andrade



12 comentários:

Eliane disse...

Gi!!!!!! Seu post caiu como uma luva pra mim hoje. Minha casa esta a um pé de virar realidade, e como sou uma negação em termos de arrumação hihihih já estava preocupada. vou imprimir e pendurar na parede. um beijo grande da Eliane.

Lúcia Soares disse...

Giovanna, minha casa sempre foi assim: limpa, organizada, mas com vida, sem muitos "rococós", sem móveis "proibidos" ao uso, enfim, uma casa para se viver verdadeiramente.
Boa semana!

JOANA CAMPOS disse...

Aownnn vai ficar linda sua cozinha com coisinhas vermelhas...
Amiga, minha cozinha é assim, SE PARECE MUITO COMIGO... nada de centro cirúrgico. KKK

Vc pegou o link que te passei das coisinnhas vermelho poás?
tá nos comentários do post debaixo.

bjs

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Sendo assim: espero encontrar a sua casa sempre "desarrumadinha" (por conta dos lençóis)...
Bjs de paz e ótima semana.

Gilmara Wolkartt disse...

Ei Giovana!
Carlos Drumond sabia das coisas. Lugar bom é o lugar que a gente é feliz não é mesmo?
Boa semana para vc.
Gd beijo

Lu Souza Brito disse...

Oi Gi,

Coincidencia que ontem mesmo li este texto no blog da Renata - uma Esposa Expatriada. Gostei muito.
E como disse por lá, acho que a casa nao so pode como deve ser arrumada, mas tem que ter a cara dos seus donos. Tem que mostrar vida, alegria!!!
Beijos

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Giovanna!
Vim retribuir sua visita carinhosa lá em casa. Estou assim mesmo...arrumando a casa...que com toda certeza é muito viva!!!rsss
Beijo grande amiga.
Astrid Annabelle

Cantinho She disse...

Ei Gi! Saudades de vc lá no meu Cantinho! Menina, que coisa linda, não conhecia.... Que barato! Adorei, escrito com a maestria eterna desse gde, né?! Muito bom!
Beijo, beijo!
She

pensandoemfamilia disse...

Oi Gi

È isso mesmo, nossa casa precisa ter nosso jeito de ser, nossa alma e principal ter vida.
Podemos querer que seja limpa, cheirosa, mas com sianis de quem a habita.
bjs,

simone disse...

Oi Gi,
concordo com tudo que vc escreveu sobre a casa.
Tenho certeza que sua cozinha
vai ficar linda!!! Vou esperar pra
ver!!!
Beijos!!

Macá disse...

Oi Gi
Esse é o tipo de casa que eu gosto: com muita vida.
Nunca gostei de casa super arrumadinha, onde você fica com medo de amassar o sofá. Coisa chata não é?
Adorei o texto.
bjs

Sonia Guzzi disse...

Que postagem inspiradora!
Gde abraço, em divina amizade.
Sonia Guzzi