sexta-feira, 1 de abril de 2011

De Repente Você Cresceu !

De repente me dei conta que você cresceu. Até outro dia você era tão pequeno que seus passos se sustentavam nos meus. Agora com essa voz firme e a barba farta no rosto, todos os dias, você tenta me convencer que cresceu.

De repente me dei conta que você cresceu. Agora pensa no futuro e o futuro pra você tem uma dimensão muito maior. Antes o amanhã estava longe demais e hoje começa a entender todo o caminho que precisa percorrer para se realizar como pessoa.

De repente me dei conta que você cresceu. Aquele meninho que até outro dia usava uma linguagem que somente eu entendia, veio me dizer que sente um chamado muito forte para uma missão muito maior. Como assim meu filho? Para mim sua missão era somente fazer a festa e a alegria na vida dos seus pais, mesmo quando eles estivessem velhinhos. Mas você vem me dizer, em outras palavras, que cresceu, que já sabe fazer escolhas e que sua missão vai além da minha casa.

Hoje só posso dizer que qualquer que seja o caminho, a missão, a vocação, a escolha que venha a fazer na vida, estarei sempre ao seu lado, apoiando e abraçando. Mas não me leve a mal se por acaso eu esquecer do seu tamanho e, como se ainda fosse um menino, cantar aquela canção de ninar para você. Por mais que seus pés cresçam e suas pernas o levem para longe, sempre vou olhar para você como se ainda calçasse aquele sapatinho branco do dia do seu batizado.

20 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que bonita homenagem, Giovanna. O sapatinho de formatura, ao lado da lancha rs. dá saudades do tempo que ele era pequeno né? mas que bom, ele agora é um grande homem.

eh isso ai!
bom dia

pensandoemfamilia disse...

Suas palavras soam como poesia, poesia de um amor infinito. Dá saudade, mas orgulho também. Misturas de sentimentos que pontilham o nosso viver.
Bom final de semana.

Gina disse...

Uma graça esse texto. Lembrei-me de frases que meu filho dizia quando pequeno e vez por outra falo pra ele, como se fosse pequenino.
Falava assim: "boa noite, dorme com Deus, sonhe com os anjos e que Deus te abençoe". Tudo isso de uma vez!
Eles crescem e ganham vida própria, mas o amor, esse fica.

Já contei que passei aí semana passada? De Vitória pra Anchieta... Fui visitar a mãe.
Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Gi querida...como assim, missão? Será que o Vítor quer ser padre?????
Que graça os sapatinhos dele tão pequenos...que saudade que dá. Passa tão rápido, né? beijos querida amiga, que ele seja feliz, isso é que importa,

✿ chica disse...

Que texto lindo! Adorei a homenagem, emocionante...Como dá saudades,né?} beijos,chica

Iram M. disse...

Quanto amor, Gi
Que delicado esse eu gesto de carinho.
Vc parece ser assim mesmo: carinho.

Bom fim de semana, querida

Lulú disse...

Olá Giovana.
Seu texto me fez voltar no tempo. Hoje meu primeiro filho vai completar 50 anos e ainda me lembro da primeira palavra de três sílabas que ele falou e que ainda repito para ele. As lágrimas vieram aos olhos, de saudades.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Lulú disse...

Olá Giovana.
A receita que prometi mandar para você, como é que envio?
Me mande a dica.
Beijo,
Maria Luiza (Lulú)

LILIANE disse...

Oi Giovanna
eu já sinto saudades do meus toquinhos, sabia.
beijinho

simone disse...

Oi Giovanna,
que mensagem linda!!
Adorei!
Bom findi!
Beijos.

Anabela Jardim disse...

Ah! quando li esse post e lembrei do tamanho que já está o meu lindinho ... deu um aperto no coração! Que saudades do meu bebê!!!

Camille disse...

Um filhinho pequeno fica sempre no coração da gente mesmo que ja calcem um lanchao mesmo!!!Eles moções as vezes nao entendem que ja foram outra coisa, foram um bebezinho e a gente conhece todos os detalhes deles.
Felicidades para voce e seu filho.
Beijos da Cam

Marli Borges disse...

Ai Gi, como te entendo! É bem assim. Eles crescem e seguem os seus caminhos. E a gente fica torcendo, com o coração na mão... É a vida.

Sabe Gi, existe no mundo, uma única música que tem o condão de me fazer chorar. Que me emociona profundamente, sempre, desde que a ouvi pela primeira vez, não sei porquê. É menina, você adivinhou. É essa aqui, do Vinícius.

Imagina só, ler essa prosa poética e comovente que você escreveu e, em seguida, ouvir 'A MÚSICA', foi para mim, uma avalanche. Literalmente desabei. Uma emoção indescritível, alegre, sei lá... não sei explicar. Uma avalanche do bem. Obrigada querida, guardarei na CMS.

Ah, quando escrevi meu post de hoje, fiquei só aguardando pra ver quem se antenava para a mensagem subliminar. Parabéns, essa sensibilidade toda... só podia ser você!
Bjssssssss

Dora Regina disse...

Muito singelo o texto, fazendo uma sintonia perfeita entre as imagens e a mensagem, ficou tudo perfeito.
Carinhoso e fraternal abraço, bom fim de semana!

Nilce disse...

Sim minha amiga, os filhos crescem e tomam seus rumos, mas o nosso amor cresce junto.
Que fofo o sapatinho dele, agora um homem que toma decisões.
Deus o abençoe, que ele seja feliz e dê a vocês, muito orgulho.

Bjs no coração!

Nilce

Lidia Ferreira disse...

Minha querida , linda homenagem rsrs
mãe e tudo igual só muda de endereço rsrs
bjs

Debora Kelly disse...

Nossa Marcia! Mais um lindo texto!! Muito emocionante!
Hoje mesmo estava vendo uma foto que a Melyssa achou lá em casa futucando minhas coisas... na foto estava Vitor pequenininho de cabelos bem loirinhos... E agora já está um homem... meu Deus!! Como o tempo passa!!! E eu lendo este maravilhoso texto, fico a pensar, daqui a pouco meu bebê também estará uma moça... e estarei me sentindo assim como você hoje...
Deus abençoe sempre o Vitinho, que ele continue trazendo muito orgulho e felicidades para toda a família.
Beijos.

Teresinha Ferreira disse...

Oi Gi,
Pois é. Os filhos crescem. Mas são sempre nossas eternas crianças, não é mesmo?
São fases e fases que nos remete a momentos magníficos.
Bons fluidos.
Bjs mil

Cantinho She disse...

Ah que lindo!
Beijo, beijooo!
She

Luma Rosa disse...

Os filhos crescem e como passarinhos querem alçar voos. O consolo que fica é que quando eles se tornarem pais, retornam, porque se aquietam, acham o centro e daí, você terá novos sapatinhos pequenos saltitando pela casa! :) São os ciclos da vida! Um dia foi você que saiu de casa, hoje é seu filho, daqui um tempo, seu neto... c'est la vie!! Boa semana! Beijus,